O que é o chá?- Apresentamos a Camellia sinensis

O que você vai encontrar neste artigo

Neste artigo contamos o que é o chá, de onde vem, quantos tipos de chá existem e outros dados interessantes sobre esta bebida tão popular proveniente da Camellia sinensis.

O que é a Camellia sinensis

A Camellia sinensis é a planta que dá origem ao chá. Todos conhecemos a bebida que é protagonista de muitos cafés da manhã e lanches no mundo, mas realmente sabemos o que é o chá?

Hoja de camellia sinensis

O chá é a infusão de uma planta nativa da China chamada Camellia sinensis. São conhecidas três subespécies autóctones de diferentes regiões.

China: Camellia sinensis sinensis
Índia: Camellia sinensis assamica
Camboja: Camellia lasio calyx

Das três variedades existentes, a Camellia sinensis e a assamica são as mais utilizadas em todo o mundo para elaborar o chá.

Também os derivados do cruzamento heterogêneo (cruzamento natural) dessas sub-espécies dão origem aos varietais e aos cultivares.

Tipos de chá

Tudo o que denominamos “chá” é elaborado com as folhas e os brotos de diferentes varietais da mesma planta: a Camellia sinensis. Dessa planta são obtidas todas as variedades, que se agrupam em 6 famílias:

  • Chá branco
  • Chá verde
  • Chá amarelo
  • Chá oolong
  • Chá preto
  • Chá fermentado ou dark tea
tipos de té - camellia sinensis

A profissão que estuda o chá, seu serviço e harmonização, é a do Sommelier de Chá, é uma profissão muito jovem e com crescente demanda no mercado, devido ao aumento do interesse em Camellia sinensis no mundo. O chá tem maravilhosas propriedades que o tornam muito interessante quando se pretende escolher uma bebida saudável.

Qual é a diferença entre um chá e uma infusão?

Essa é uma pergunta que me fazem constantemente. Existe uma grande confusão sobre o que é o chá e o que deveríamos chamar infusão.

O chá é uma infusão, mas nem todas as infusões são chá. Chamamos de chá unicamente a infusão da planta Camellia sinensis que tem sua origem na China.

A infusão de outras plantas, como hortelã ou rooibos, não deve ser chamada de chá, mas de tisanas ou infusões de ervas em geral.

Chás de origem e blends

Que diferença existe entre os chamados “chás puros” e os blends de chá?

Como acontece com o vinho, no mundo do chá, existem duas grandes categorias, dependendo de sua composição e desenho: os chás de origem e os blends.

Os chás de origem são aqueles que provêm de uma determinada região ou área e não têm nenhum agregado. Nós os conhecemos pelo nome da região onde são produzidos (como o Yunnan) ou pelo nome de fantasia (como Lung Ching, que significa “poço do dragão”).

Os blends são misturas de diferentes tipos de chá ou misturas de chá com frutas, especiarias, essências e flores, cuidadosamente selecionadas e combinadas para dar uma bebida com aroma, sabor e corpo especiais para cada pessoa, a cada momento, com um encanto particular.

BLENDS DE TE CAMELIA SINENSIS

Desde tempos imemoriais e com vários objetivos, seja na alimentação, na fabricação de materiais ou no campo das ideias, o homem tem misturado elementos diferentes, para a partir deles gerar outros novos”

Apesar da antiguidade da atividade de misturar, e ao contrário de outras áreas, no mercado de chá, o blending foi mantido extremamente oculto e, ainda hoje, existem poucas pessoas no mundo que decidiram ensinar com honestidade e profissionalismo seus conhecimentos adquiridos.

Alguns exemplos de misturas são:

Earl Grey: chá preto com extrato de bergamota
English Breakfast: uma mistura de chás pretos de Assam, Ceilão, Quênia e, às vezes, inclui Keemun.
Russian Caravan: uma mistura de Keemun e Lapsang Souchong.
Rainha Victoria: um blend composto por mim, de chá preto, extrato natural de verbena e pétalas de rosas.

Como preparar o chá?

Como eu comentei antes, existem centenas de infusões de diferentes plantas, cada uma com sua forma especial de preparação.

Quando falamos em chá, sempre nos referimos à infusão da Camellia sinensis (a planta do chá).

Como se prepara corretamente? Existem muitas formas e estilos de preparo do chá. Na China, costuma-se utilizar água muito quente e realiza-se infusões muito curtas (de apenas alguns segundos). No Japão, preparam o chá verde com água mais fria que o habitual, enquanto no Marrocos usam água fervendo e transpassam o chá do bule ao copo várias vezes, adicionando açúcar para diminuir o amargor.

No Ocidente, dedicamos vários minutos para realizar a infusão, em proporções de chá e água mais diluídas do que na China. Cada tipo de chá é preparado de uma forma diferente. De acordo com a família ou variedade, usaremos água mais quente ou mais morna.

Vou indicar abaixo as regras que sugiro para o preparo dos diferentes tipos de chá no mundo ocidental:

Muitas vezes, me perguntam se estaria tudo bem adicionar leite, açúcar ou limão ao chá, e minha resposta é sempre a mesma: se vamos realizar uma “cata técnica” não devemos adicionar absolutamente nada, uma vez que qualquer coisa que adicionemos modificará nossa percepção sensorial do chá. Mas quando se trata simplesmente de aproveitar, vale que você adicione ao chá aquilo que você mais gosta.

A xícara de chá perfeita

Passos para preparar um bom chá

  1. Escolha um chá especial para a ocasião. Cada momento, cada circunstância, tem seu chá especial.
  2. Prepare previamente todos os utensílios necessários: bule, xícaras, infusor, ampulheta, termômetro, colher de chá para medir a quantidade de folhas, água na temperatura certa para o tipo de chá selecionado e seu chá.
  3. Meça a quantidade de chá necessária. Para preparar o chá em folhas inteiras, você deve usar uma colher de chá para cada xícara que você prepare.
  4. Controle a temperatura da água antes de preparar o chá. Se a mesma não é a correta para esse tipo de chá, aguarde até a temperatura chegue ao seu nível adequado.
  5. Coloque o infusor (com as folhas dentro) no bule e despeje a água quente.
  6. Comece a medir o tempo. Deixe infusionar pelo tempo indicado para esse chá. Recomendo que você utilize uma ampulheta para medir o tempo de infusão.
  7. Cumprido o tempo, retire o infusor do bule e tampe-o. Se colocou as ervas soltas no bule é recomendável que despeje o licor em outro recipiente para que não supere o tempo indicado de infusão.
  8. Sirva o chá na xícara e aproveite!

Se você quer aprender mais sobre isso convido você a se juntar à nós no Curso de Introdução ao Chá, em que irá aprender a preparar corretamente o chá e muiiiiiiito mais!!!

Variedades de Camellia sinensis

O chá é elaborado a partir das folhas e brotos da Camellia sinensis que crescem nas plantações em distintas partes do mundo.

Cada plantação ou cada região produtora tem características únicas que formam o terroir ou terrunho do chá.

Cresce em regiões de clima tropical e subtropical (quente e úmido), mas também se adapta a outras condições climáticas com invernos rigorosos. Historicamente, a planta de chá era cultivada no Oriente, principalmente na China e no Japão. Depois foram sendo incorporados outros países em sua produção, como a India e o Sri Lanka.

campos de Camellia sinensis en Fujian China con Victoria Bisogno

As plantações ou campos de chá são grandes extensões de um cor verde esmeralda muito bonito. No entanto, como vimos anteriormente no vídeo, a cor das folhas de Camellia sinensis pode variar de acordo com sua genética.

A planta de Camellia sinensis dá frutos que contém as sementes que dão origem às novas plantas.

Semilla de té - camellia sinensis

Árvores de Camellia sinensis

A planta de chá é perene e pode chegar a se transformar em árvore, mas costuma ser mantida em forma de arbusto para facilitar a colheita de suas folhas e brotos.

No sul da China, em particular nas províncias de Yunnan e Guangdong, a Camellia sinensis cresce de forma selvagem (é uma espécie nativa) sem intervenção humana.

Assim é que se formaram florestas de árvores de chá de centenas de anos. Acredita-se que muitas árvores tem mais de 2000 anos de idade.

Video: Floresta de árvores de chá em Yunnan, China

A história da Camellia sinensis

Existem muitos mitos e lendas em torno ao descobrimento do chá. No entanto, sabemos que o chá tem origem na China, onde é conhecido e apreciado desde milhares de anos atrás.

Reza a lenda que a Camellia sinensis (a planta do chá) foi descoberta por acaso por um dos imperadores mais famosos e místicos da China antiga: Shen-Nung.

Essa história conta que Shen-Nung saiu para passear pelo jardim de seu palácio e quando se sentiu cansado sentou-se embaixo de uma árvore.

Quando lhe ofereceram uma tigela com água quente para saciar sua sede, o vento fez com que algumas folhas da árvore caíssem dentro da tigela do imperador.

Sem se importar com isso, Shen-Nung provou a bebida, o que fez com que se sentisse refrescado e com o corpo relaxado, uma vez que sua mente parecia ter esquecido de todos os seus problemas.

Assim foi como, acredita-se, Shen-Nung teria descoberto o encanto dessa bebida. A partir desse momento , fez com que preparassem um infusão das folhas dessa árvores (a de chá) para ele.

Video: a história do chá

Consumo do chá

O chá é a primeira bebida consumida no mundo depois da água. Isso significa que o que mais se bebe no mundo é água e depois, chá.

O chá é uma infusão, portanto contém água. Para preparar um chá, as folhas da Camellia sinensis são colocadas durante um tempo determinado na água quente para que se produza a infusão, e depois são retiradas da água. Durante esse tempo de infusão, os compostos solúveis das folhas de chá passam para a água, de forma que obtemos a infusão que chamamos de chá.

No gráfico seguinte, mostro a distribuição de consumo de chá no mundo. As cifras estão expressas em libras.

Tanto a produção quanto o consumo de chá vêm crescendo de forma sustentável há mais de uma década.

producción mundial de té - camellia sinensis

A empresa Persistente Market Reasearch (PMR) publicou uma previsão de crescimento anual de 5% do consumo global de chá até 2024.

O TechSci Research sustenta que haverá um aumento de 15% anual de consumo global de chá orgânico nos próximos 5 anos. Na verdade, nos últimos 02 anos o aumento não foi tão drástico, mas sim bem consistente.

Com a pandemia do Coronavírus diversos estudos do mercado demonstraram que o consumo de chá ainda segue crescendo em 2020, graças às propriedades do chá benéficas para a saúde.

Além disso, o consumo de chá vem aumentando de forma consistente em todo o mundo porque:

  • O movimento gourmet é uma tendência que abre novos nichos de mercado como para o chá em folhas inteiras de alta qualidade e os blends (saborizados) para iniciar novos negócios de chá.
  • Aumento do consumo consciente: os consumidores observam cada vez mais os rótulos dos produtos, as pessoas se importam com a origem do que consomem, se estão livres de pesticidas, se são socialmente responsáveis ou se são responsáveis com o meio ambiente. O chá de qualidade pode oferecer todas essas características.
  • É uma bebida saudável e não calórica. Tem propriedades comprovadas para a saúde.
  • Preferida pelas pessoas jovens.
  • Possui uma grande herança cultura oriental (por meio das cerimônias chinesa, japonesa, coreada, etc), e a inglesa (o “five o’clock tea”)
  • Oferece elegância e glamour

E você? Porque gosta de chá? Convido a compartilhar sua opinião em nossas redes sociais!

Victoria Bisogno

#aculturadocha

Gostou deste post? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Sobre mim

Victoria Bisogno

Sou Victoria Bisogno, fundadora do El Club del Té e criadora da Técnica de Análise Sensorial de Chá, a primeira metodologia com fundamento científico focado na análise sensorial do chá.

Siga-me!

Posts recentes

Siga-nos no Facebook