Chá Matcha: o que é, propriedades, benefícios e como se usa

O que você vai encontrar neste artigo

O Matcha é um chá verde em pó, famoso no mundo por seus numerosos benefícios para a saúde. É, com certeza, um universo por descobrir!

O que é o Chá Matcha

Certamente você já ouviu falar dos benefícios do matcha, mas você saberia dizer o que é esse chá?
O chá Matcha é um chá verde de origem chinesa, embora seja conhecido por sua relação com a cultura japonesa.
O Chá Matcha começou a ser tomado na China durante a dinastia Song (960-1279).Naquele período, houve uma grande onda de imigrantes japoneses que viajavam para a China para aprender uma nova forma de budismo, o budismo Chan.

Hoje em dia, esse estilo é conhecido como budismo Zen. Esta forma de budismo utiliza a meditação em suas práticas rituais e religiosas.

É por isso que muitos japoneses viajaram à China para estudar o budismo Zen. Quando  eles retornaram da viagem, trouxeram ao Japão o costume de tomar chá Matcha. Esse costume logo se transformou em um elemento importante da cerimônia japonesa do chá, a Chanoyu.

Há muito tempo, os monges budistas descobriram que o chá ajuda a manter a mente alerta. Da mesma forma,  favorece o relaxamento do corpo, condições ideais para meditar.

Ao contrário dos demais chás que se apresentam em folhas soltas, o Matcha tem a particularidade de que suas folhas estão moídas em forma de um pó muito fino.

Para consumi-lo é necessário batê-lo com água. Isso faz com que os benefícios para a saúde do chá matcha sejam muito mais efetivos do que aqueles dos chás em folhas soltas.

Uma das explicações para isso é que as substâncias saudáveis que passam para a xícara estão muito mais concentradas.

Se você quer aprender mais sobre os benefícios do chá matcha para a saúde, convido você a participar do nosso curso de Especialista em Matcha em VÍDEO.

Ele é feito de forma ONLINE e você pode participar na sua casa, esteja onde estiver.

Propriedades para a saúde do Chá Matcha

As folhas de chá possuem compostos químicos cujas propriedades podem agir sobre nosso corpo e mente.

Assim como todos os chás verdes, o Matcha é um poderoso antioxidante. Essas substâncias promovem efeitos importantes para nossa saúde.

Porém, os benefícios para a saúde do chá Matcha são muito mais efetivos que os demais tipos de chá.

Uma vez que suas folhas se apresentam em forma de pó, para tomá-lo,  é necessário misturá-lo com água. Dessa maneira, ingerimos , a totalidade de seus componentes.

Por outro lado, quando tomamos um chá em folhas, incorporamos em nosso organismo unicamente os compostos solúveis que passam para a infusão.

Principais benefícios do matcha

Vale lembrar que, de acordo com a lenda de Shennong, o imperador que descobriu o chá na China, ele teria identificado o poder do chá para clarear a mente e combater o cansaço: “O chá extingue a sede, reduz a vontade de dormir, alegra e aviva o coração”.

Além dele, o monge japonês Eisai Myoan, no ano 1211, descreveu as propriedades saudáveis do chá verde em seu livro “Virtudes saudáveis do chá”, no qual afirma: “O chá é um elixir para conservar a saúde quando chegamos a idades avançadas, assim como um excelente meio para prolongar a vida.”

Nos últimos anos, numerosos estudos de laboratório, testes em hospitais e em universidades comprovaram os benefícios do chá verde Matcha:

  • Fortalece o sistema imunológico e ajuda a reduzir o estresse
  • Estimula a mente e relaxa o corpo
  • Ajuda a prevenir o câncer, infecções e cáries
  • Auxilia na manutenção de artérias saudáveis e no controle da hipertensão
  • Reduz os níveis de açúcar no sangue
  • Coadjuvante no controle da diabete e na prevenção da fibrose hepática
  • Pode auxiliar na prevenção dos sinais do Alzheimer
  • Dado seu grande conteúdo de antioxidantes, contribui para eliminar os radicais livres
  • Melhora o aspecto da pele e das unhas
  • Ajuda a queimar gorduras e a perder peso
  • Sacia a fome e extingue a sede de forma totalmente natural

O poder antioxidante do Matcha

Dentre todas as propriedade e benefícios do chá verde matcha, uma dos que mais se destacam é a sua alta concentração de antioxidantes.

Os antioxidantes são substâncias capazes de reduzir ou prevenir a oxidação de outros compostos.

Dessa forma, combatem  os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento e pela degradação celular.

Os antioxidantes também ajudam a melhorar o aspecto da pele e das unhas.

Além disso, ajudam a manter níveis adequados de colesterol e também a reduzir os níveis de açúcar no sangue. Por isso, auxiliam na prevenção da diabetes e da obesidade.

Existem muito alimentos na natureza ricos em antioxidantes como o alho, arroz integral, café couve-flor, brócolis, berinjela, gengibre, salsinha, cebola, cítricos, semolina, tomate, óleo de semente de uva, etc.

A quantidade de antioxidantes presentes nos alimentos pode ser medida por um método científico chamado ORAC (Oxigen Radical Absorbance Capacity).

O gráfico a seguir mostra a comparação de antioxidantes presentes em diversos alimentos, medidos em unidades ORAC:

*Oxygen Radical Absorbance Capacity (Capacidade de Absorção de radicais de oxigênio) – ORAC – Capacidades antioxidantes lipofílicas e hidrofílicas de alimentos comuns nos Estados Unidos

Fonte: livro «Matcha, o prazer de se cuidar» de Matcha y Co.

Como podemos ver no gráfico, o matcha, de longe, possui maior concentração de antioxidantes  do que todos os demais produtos de consumo cotidiano.

Como escolher um bom matcha

Na hora de comprar um matcha, se o que você quer é aproveitar o máximo das propriedades para a saúde, é muito importante escolher um chá de alta qualidade, natural e sem nenhum outro ingrediente adicionado.

A primeira coisa que você deve saber é que existem diferentes qualidades de matcha, de acordo com seu processo de cultivo e produção:

Existe, por um lado, o grau gastronômico (utilizado para os shakes, sucos e confeitaria).

E por outro, encontramos o grau cerimonial.  É o chá que é utilizado da cerimônia japonesa (Chanoyu).

Esse último, o grau cerimonial, é o de maior qualidade e o que possui maiores benefícios para a saúde. Isso ocorre por causa da forma com que foi elaborado.

Mas isso não é tudo: algumas marcas oferecem chá misturado com outros ingredientes, como por exemplo: leite, açúcar ou saborizantes.

Não há nenhum problema em consumir esses produtos. Porém, se o que você procura é aproveitar ao máximo suas propriedades, então, eu recomendo escolher um matcha sem nenhum outro ingrediente adicionado (principalmente, evitar o açúcar!)

té con leche

Cuidado com os pseudo-matchas

Existem produtos que, em sua embalagem, mostram fotos de um chá em pó batido em um bowl (igual ao matcha cerimonial), mas que na verdade, não são matcha.

Se você ler as informações da etiqueta com cuidado, verá que muitos desse produtos dizem “chá verde em pó”. Mas sabemos que não é qualquer chá verde em pó que é matcha.

O matcha é um chá verde, mas nem todo chá verde é matcha. Em outros casos, trata-se de chá verde instantâneo (solúvel), que tampouco é nosso querido super chá.

O matcha é uma variedade  de chá verde muito especial, que passa por processos muito cuidadosos.

Não são os mesmos processos que passa qualquer tipo de chá verde, que também pode ser moído e oferecido em formato de pó.

Por exemplo, um dos processos que não é utilizado nos demais chás verdes é o cultivo em sombra.

Isso é fundamental para que o matcha tenha uma cor verde intensa característica (quase como fosforescente).

Da mesma forma, esse processo explica a alta concentração de l-theanina, que traz tantos benefícios para a saúde.

Então, da próxima vez que comprar seu matcha, leia bem a embalagem, e certifique-se que nela conste o nome correto do chá e também se é um matcha orgânico ou não.

Como se prepara o Chá Matcha

Existem dois estilos de preparação do chá Matcha: o estilo tradicional e o estilo moderno.

A forma tradicional de preparação do Matcha é a que é realizada na cerimônia japonesa do chá.

Nesta, colocamos o Matcha em um bowl grande, chamado chawan, ao qual adicionamos água quente. Em seguida, emulsionamos com um agitador de bambu, chamado chasen.

Isso é feito até adquirir uma consistência homogênea e se forme uma camada de espuma em sua superfície.

O estilo mais moderno de preparar o Matcha é simplesmente misturá-lo de forma enérgica com água ou incorporá-lo em um liquidificador.

Podemos fazer isso no momento de fazer uma vitamina saudável ou, ainda, bater-lo vigorosamente com água ou sucos em um recipiente.

Receita: Matcha batido com suco de tangerina

Outros usos do Chá Matcha

té matcha en la pastelería

No Japão, o chá Matcha é usado em muitas receitas de gastronomia: come-se macarrão de Matcha, chocolate com Matcha, biscoitos de Matcha, sorvetes, bolos, sopas e todo os tipos de alimentos doces e salgados.

Os supermercados têm seções completas com todos os tipos de alimentos elaborados com Matcha.

Também nas ruas podem ser encontradas máquinas automáticas de bebidas quentes e frias, nas quais o Matcha é um grande protagonista.

Além disso, cadeias internacionais, como o Starbucks, têm adaptado certos produtos ao gosto local, oferecendo batidos e lattes de chá verde.

No Ocidente também o chá verde em pó tem ganhado protagonismo.

Atualmente, pode ser visto como ingrediente em smoothies, bolos, pudins, bolachinhas, sorvetes e muitos outros deliciosos produtos.

Guloseimas feitas com matchá em um supermercado do Japão

O chá verde Matcha possui teína?

Antes de mais nada, é bom esclarecer que teína é o mesmo que a cafeína: trata-se de um alcaloide que tem a propriedade de deixar a mente em alerta.

Além disso, tem um efeito termogênico, que é o que ajuda a queimar gordura.

E o que acontece com o Matcha? Considerando seu método específico de cultivo, ele possui um pouco mais de cafeína que os chás em folhas soltas.

Mas fique tranquilo, pois, de qualquer forma, segue tendo menos efeitos da cafeína do que o café.

Isso ocorre porque o matcha tem um alto conteúdo de catequinas, um famoso antioxidante polifenólico que se obtém das plantas.

Os antioxidantes do chá são os encarregados de diminuir o ritmo de absorção da cafeína.

Então, ainda que a quantidade seja alta, ela se nota de forma mais lenta e é mais duradoura quando a comparamos ao café.

Você vai encontrar muito mais informação sobre o chá verde Matcha e receitas fáceis e saudáveis na nosso Curso de Especialista em Matcha oferecido em VÍDEOS.

Mais sobre a química do chá verde Matcha

Dentro da ampla lista de compostos químicos presentes no chá (Camellia sinensis) com propriedades para a saúde, destacam-se as catequinas (antioxidantes), a cafeína e a l-theanina (ou teanina).

A l-theanina

A l-theanina é um dos componentes do chá com maior impacto sobre o estado de saúde mental e emocional das pessoas.

Podemos dizer que o chá nos faz sentir bem graças, em grande parte, à l-theanina.

Em meu livro Vitamina Chá você poderá descobrir muito mais sobre isso. Deixo aqui um pequeno resumo:

A l-theanina (gamma glutametilamida ou 5-N-etil-glutamina) é um aminoácido presente em todos os tipos de chá. Porém, encontra-se em maior proporção no chá verde, em particular, no matcha.

Este aminoácido, estrela no mundo do chá,  pode cruzar a barreira hemato-encefálica, afetando a química do cérebro.

A l-theanina aumenta a produção de ácido gamma-aminobutírico (mais conhecido como GABA), um neurotransmissor que tem efeitos sobre o sistema nervoso central (SNC) e sobre o crescimento das células tronco.

Também aumenta os níveis de dopamina (o neurotransmissor que regula a motivação, o desejo e a aprendizagem) e de serotonina (que regula o estado de ânimo, o prazer e a felicidade).

A cafeína

A combinação da l-theanina com a cafeína (também presente no chá) favorece o foco mental, melhora o rendimento cognitivo e aumenta o estado de alerta e energia sem nos deixar eufóricos.

Esse efeito é benéfico para realizar atividades intelectuais, como ler, escrever e estudar, e para trabalhar mais concentrado.

O café e outras bebidas energéticas nos dão um pico de energia e, em seguida, seu efeito desaparece rapidamente.

Mas, a energia e o foco mental trazidos pelo matcha, ao contrário, têm um efeito mais duradouro no tempo.

Isso se deve ao fato das catequinas presentes no chá fazerem com que a cafeína seja absorvida pelo corpo de forma mais lenta.

No gráfico seguinte podemos ver a comparação do nível de energia e foco mental no tempo aportado pelo matcha em comparação com o café e outras bebidas energéticas.

Fonte: livro «Matcha, o prazer de se cuidar» de Matcha y Co.

Contra-indicações do chá Matcha

Mesmo que os benefícios do chá matcha para a saúde sejam numerosos, este chá em pó contém mais cafeína que os demais chás verdes em folhas.

Calcula-se que uma porção de matcha (1 grama) tem aproximadamente a mesma quantidade que um café expresso.

É por isso que, assim como com todas as bebidas, a chave é moderar seu consumo.

Para não exceder o consumo de cafeína diário sugerido para adultos, recomenda-se não tomar mais de cinco gramas diários de matcha ao dia. Isso equivale a umas cinco xícaras de chá matcha.

No entanto, já com duas ou três xícaras ao dia você vai assegurar incorporar todas as suas propriedades para a saúde.

Outra recomendação para se ter em conta, é tratar de limitar seu consumo à primeira metade do dia. Dessa forma,  evita-se uma sensação de euforia (igual ao café), à noite.

E também nos asseguramos de aproveitar ao máximo um dos componentes do matcha – a l-theanina. Esse aminoácido é que ajuda a nos manter relaxados e é o componente chave para o uso do matcha na meditação.

O verdadeiro matcha é japonês?

É verdade que muitos matchas de altíssima qualidade vêm do Japão, mas esse não é o único país produtor.

Como eu comentei no início, o matcha começou a ser elaborado na China há centenas de anos. Depois, os japoneses adquiriram o gosto por esse tipo de chá e continuaram  elaborando-o.

Na China, enquanto isso, surgiu o chá em folhas soltas.

Mas, hoje em dia, a China é um grande produtor de matcha de todas as qualidades.

Outros países estão se somando à essa lista para cobrir a demanda mundial de matcha como Coréia e Tailândia.

Como você pode ver, nosso querido matcha nem sempre vem do Japão.

Receitas com chá Matcha

Para começar a incorporar o chá matcha na culinária, o melhor é dar os primeiros passos com o clássico matcha latte.

Trata-se de uma bebida geralmente quente, mas que também pode ser consumida fria.

Cada vez mais é a forma preferida para qualquer momento do dia ou para acompanhar comidas doces.

Mesmo que essa variedade de chá possa ser acrescentada facilmente a todo tipo de preparações, desde shakes até sorvetes, é nas sobremesas onde ele é mais utilizado, levando um toque inconfundível a todos os tipos de doces.

Em seguida compartilho duas receitas nas quais o chá matcha é protagonista:

MATCHA LATTE

Você irá necessitar:

  • ½ colher de chá de matcha em pó
  • 1 xícara de leite
  • 2 colheres de sopa de água quente
  • Opcional: mel ou estévia para adoçar

Para começar, esquente a água até 80°C. Enquanto isso, coloque o matcha na xícara ou no bowl em que irá servir o chá.

Quando a água estiver quente, adicione-a pouco a pouco na xícara e misture suavemente até que o pó se dissolva e você consiga bastante espuma.

Depois esquente o leite e adicione lentamente ao matcha. Se quiser, pode adoçar com mel ou polvilhar com chá matcha.

PANQUECAS DE AVEIA E MATCHA

Você vai precisar:

  • 2 colheres de chá de matcha em pó
  • 1 gema e 3 claras de ovos
  • 1/3 xícara de aveia em flocos
  • ¼ xícara de leite
  • 1 colher de sopa de chia
  • Canela
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha
  • Açúcar, mel ou adoçante a gosto

Essa receita é super prática, uma vez que se prepara diretamente na batedeira:

Misture todos os ingredientes e, em seguida, coloque uma porção da mistura em uma frigideira antiaderente aquecida.

Quando a panqueca estiver com furinhos, já pode virar e fritar por mais um minuto.

DICA: pode servir as panquecas acompanhadas de frutas, geleias, iogurtes ou mel.

Vídeo: O que é o matcha

O que é a massa de matcha?

A «massa de matcha» é um novo produto que acaba de ser lançado no Japão para facilitar o uso do chá verde matcha na cozinha.

Trata-se de uma massa suave elaborada com matcha orgânico, água e vitamina C (2%).A vitamina C é utilizada para evitar a oxidação.

Dessa forma, o matcha permanece com a cor verde e conserva todo seu poder antioxidante por mais tempo.

Este tipo de matcha é mais útil para a fabricação de alimentos de confeitaria ou doces em geral com matcha.

Utilizando essa massa, a manipulação e distribuição nas misturas fica mais fácil.

Dobashien, produtor de matcha no Japão, está elaborando esse tipo de produto desde pouco tempo atrás e o vende em lotes de produção de 50 kg.

Gostou deste post? Compartilhe

Sobre mim

Victoria Bisogno

Sou Victoria Bisogno, fundadora do El Club del Té e criadora da Técnica de Análise Sensorial de Chá, a primeira metodologia com fundamento científico focado na análise sensorial do chá.

Siga-me!

Posts recentes

Siga-nos no Facebook

victoria bisogno

Olá! Se você quiser saber mais sobre o chá, convido você a conhecer nossos cursos.