Dark Tea ou Chá Fermentado: o que é, história e tipos

O que você vai encontrar neste artigo

Muitas vezes escutamos falar das bebidas fermentadas, dos queijos, cervejas e iogurtes, mas você já tinha escutado falar do chá fermentado? Nesta publicação, Victoria conta tudo sobre o Dark Tea: o que é, sua história e os tipos de chás fermentados mais conhecidos.

O que é o Dark Tea ou chá fermentado?

Como o próprio título diz, o Dark Tea é um tipo de chá que passa por uma etapa de fermentação. Existem variedades de Dark Teas muito antigas, como o Puerh, o Hunan Hei Cha e outras muito mais modernas, como os chás fermentados japoneses. Neste post, convido você a descobrir um pouco da história deste misterioso e fascinante tipo de chá.

Dark Tea: Uma história de antigas rotas e exóticos chás envelhecidos…

Desde a dinastia Tang o chá começou a ser comercializado através da chamada “rota do chá”. Essa rota muitas vezes se parecia com uma escalada na montanha, atravessava rios e vales, com o fim de fazer o chá chegar aos povos da fronteira da China e aos países vizinhos.

O caminho trilhava longas distâncias entre vales e montanhas, atravessando tanto regiões com muito calor como áreas muito frias. Para transportar a maior quantidade de chá possível, as ervas eram comprimidas em distintas formas como ladrilhos, discos ou ninhos.

A lenda diz que em sua viagem às regiões altas da fronteira da China, o chá ás vezes se molhava com a chuva e isso modificava seu caráter. À princípio, esses chás “danificados” eram descartados, mas quando alguns dos povos remotos foram afetados por um surto de disenteria (uma doença infecciosa que tem a diarreia como um dos seus sintomas característicos) as pessoas ficaram desesperadas para conseguir beber algo, por isso beberam o chá danificado.

Todos os que beberam esse chá se curaram, e por isso essa variedade de chá se tornou muito popular. Assim surge o “dark tea”.

Dark Tea: um chá fermentado

O dark tea (que na China é chamado “chá negro”) é um tipo de chá que, em sua elaboração passa por uma etapa de fermentação. Acredita-se que os Dark Teas sejam elaborados desde o ano 900 e os mais famosos são o Puerh e o Hei cha.

O Dark Tea é uma variedade de chá fermentado que pode ser envelhecido. Com o tempo, percebeu-se que o perfil sensorial desses chás vai se modificando devido aos microrganismos, leveduras e fungos naturalmente presentes neles, razão pela qual começaram a ser conhecidos como os “chás envelhecidos”. Quanto mais tempo são conservados em condições favoráveis para sua evolução, mais complexos e interessantes se tornam.

Assim como muitas bebidas alcóolicas ou queijos que podem ser envelhecidos para melhorar seu sabor, o chá fermentado ou Dark Tea também pode ser guardado para conseguir melhorar seu aroma, sabor, adstringência e textura.

Hoje podemos consumir Dark Teas jovens (recém elaborados), mas também chás com distintos tempos de envelhecimento.

Tipos de Dark Teas

Existem diferentes tipos de Dark Tea, o mais famoso entre eles é o Puerh, elaborado na província chinesa de Yunnan. Mas existem outros chás fermentados elaborados em Sichuan, Hunan, Hubei, Guangxi e Diangui como o Hunan Hei Cha, o Sichuan Hei Cha ou o Lu An de Anhui. Alguns Dark Teas estão sendo elaborados também no Japão, como por exemplo o goishicha e o batabatcha.

Se você gosta de experimentar, recomendo conseguir um Dark Tea (como um puerh) jovem e analisar sensorialmente a cada 3 ou 4 meses. Você irá notar como o perfil do chá vai se modificando: se torna mais complexo e redondo, com notas a frutas e algumas vezes a flores. Para os #tealovers, é um caminho sem volta.

                                   #ACulturaDoCha

Descubra mais sobre o Dark Tea no livro: “Manual do Sommelier de chá” de Victoria Bisogno e Jane Pettigrew , Novo Extremo( 2014)

Gostou deste post? Compartilhe

Sobre mim

Victoria Bisogno

Sou Victoria Bisogno, fundadora do El Club del Té e criadora da Técnica de Análise Sensorial de Chá, a primeira metodologia com fundamento científico focado na análise sensorial do chá.

Siga-me!

Posts recentes

Siga-nos no Facebook