Chá orgânico: o que é, seus benefícios e porque cada vez mais ouvimos falar deles?

Junto com o crescimento da demanda de produtos orgânicos em nível mundial, o chá orgânico ou “chá bio” também faz parte dessa aposta nos produtos naturais. Mas, do que estamos falando exatamente?

O qué é o chá orgânico?

O chá ecológico ou chá orgânico, comparado ao chá elaborado de maneira convencional,  tem as mesmas propriedades, desde seu efeito antioxidante até seus benefícios relaxantes ou estimulantes. No entanto, existe uma grande diferença, ou vantagem, na qual se baseia sua definição: os chás orgânicos são cultivados utilizando diferentes métodos que previnem a erosão do solo e que apostam em uma produção sustentável no longo prazo.

Além disso, para que seja considerado chá orgânico, um dos requisitos fundamentais é a não utilização de produtos de síntese química, tanto inseticidas e herbicidas como outros adubos químicos; um princípio que partilham com todos os demais produtos certificados como orgânicos.

No entanto, a grande diferença do chá convencional em relação a outros produtos cultivados de forma não orgânica (como frutas e verduras) é basicamente que os chás “não ecológicos” também são seguros para o consumo: na grande maioria dos países (sobretudo nos Estados Unidos e naqueles pertencentes à União Europeia) o chá passa por controles rígidos de resíduos de pesticidas e fertilizantes.

Como saber se um chá é ecológico ou orgânico?

Para saber se um chá cumpre com os requisitos de produção sustentável, ou seja, para ser chamado de chá orgânico, em cada país ou região existem diferentes selos que podem ser encontrados – em geral na parte de trás do produto – que servem para identificar um chá orgânico e diferenciá-lo de outros que não são.

Para conseguir uma certificação orgânica, cada produtor deve passar por certos processos de controle que são conduzidos por diferentes organismos de regulação. Dependendo do país, podem ser entidades públicas ou privadas e normalmente são chamadas de “certificadoras”.

Esse sistema baseia-se em um conjunto de atividades que vão desde a avaliação de documentos até inspeções in loco, assim como avaliações de resultados de análises laboratoriais. Dessa maneira, essas certificadoras garantem a qualidade orgânica das produções.

Porque escolher um chá orgânico?

Mesmo que os chás convencionais não sejam distintos dos chás orgânicos em termos de propriedades e sabor, ao optar por chá orgânico estamos nos posicionando em relação a uma responsabilidade da qual não mais podemos nos esquivar: assumir um compromisso sincero com o cuidado com o meio-ambiente.

Toda a elaboração do chá orgânico baseia-se nos princípios da agricultura ancestral, quer dizer, em como eram realizados os cultivos há milhares de anos. Como a agricultura orgânica ou ecológica é o mais próximo do que seria um crescimento natural, seus produtores fomentam a biodiversidade, o equilíbrio e o manejo racional dos recursos naturais.

Exemplos de chás orgânicos mais comuns

O matcha orgânico: é o mais solicitado dentre as variedades do chá, uma vez que este chá é, literalmente, ingerido, ao misturarmos as folhas moídas com água quente.

O chá verde ecológico: logo depois do matcha (que também é um chá verde), vêm os chás verdes orgânicos em folhas, como pode ser um sencha orgânico, um Lung Ching ou um chá Gyokuro orgânico.

O chai orgânico: dentro dessa lista verificamos um aumento no interesse pelo chai: um blend de chá preto com especiarias, típico da Índia. Também é possível encontrá-lo orgânico.

O chá preto orgânico: o chá preto orgânico é o tipo de chá mais tradicional no Ocidente e o mais consumido na Europa. Um aliado ideal para o café-da-manhã ou para o chá das cinco, o chá preto orgânico pode ser encontrado em diversos países, como Índia, Sri Lanka, etc.

O chá branco orgânico: esse é um tipo de chá muito demandado por seu alto nível de antioxidantes.  As pessoas que valorizam sua saúde, também costumam escolher produtos amigáveis com o meio ambiente.

O chá oolong orgânico: embora existam muitos chás azuis orgânicos certificados, atualmente são também inúmeras as plantações de chá que observam as regulações requeridas pelas certificações ecológicas mas que não possuem o certificado, o que se conhece como fábricas “Bio”.

Porque existe tanto interesse pelos chás orgânicos?

Ainda que a produção orgânica já esteja completamente instalada em países como Austrália ou Estados Unidos, onde atualmente se registra a maior superfície de terras com certificação, na América Latina e Europa, o consumo de chá orgânico ou ecológico vem crescendo de maneira exponencial. De fato, a Argentina figura como o segundo país com maior número de hectares orgânicos certificadas do mundo.

Mas, porque o mundo começou a pender para o consumo de produtos orgânicos? De acordo com diferentes estudos, os Millenials – as pessoas nascidas entre 1980 e 2000 – são os principais consumidores de produtos ecológicos. Na hora de comprar, eles preferem optar por produtos ecofriendly, locais ou artesanais, mesmo que muitas vezes isso implique em pagar um preço maior do que o convencional.

Inclusive, essa demanda também ocorre em grandes países produtores de chá, como China e Índia: segundo um informe da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação) os jovens dessas regiões cada vez mais querem saber sobre o chá que consomem, sua qualidade, origem e contribuição ao desenvolvimento sustentável.

Dessa maneira, os jovens se transformaram nos grandes promotores dessa filosofia de cuidado ambiental e na exigência de práticas sustentáveis pelos produtores: uma demanda que chega cada vez mais longe, inclusive no mundo do chá.

Voltemos ao conceito da “cultura do chá – da terra ao espírito”- que utilizamos como bandeira. Um produto tão nobre como o chá nasce da terra e alimenta nosso espírito. Se o consumimos de forma responsável e consciente, alimentaremos o ciclo que nos permitirá seguir desfrutando o chá por, assim esperamos, séculos!

#ACulturaDoCha

Gostou deste post? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Sobre mim

Victoria Bisogno

Sou Victoria Bisogno, fundadora do El Club del Té e criadora da Técnica de Análise Sensorial de Chá, a primeira metodologia com fundamento científico focado na análise sensorial do chá.

Siga-me!

Posts recentes

Siga-nos no Facebook

victoria bisogno

Olá! Se você quiser saber mais sobre o chá, convido você a conhecer nossos cursos.