Bule Yixing: conheça todos os seus segredos

O que você vai encontrar neste artigo

Qual amante do chá não se encanta ao observar um maravilhoso bule yixing? Pois é justamente a história e o significado que carregam cada um dessas peças artesanais o que mais nos hipnotiza.

Os bules têm feito parte do ritual de beber o chá há milhares de anos. Mas, por ser um objeto tão cotidiano, desconhecemos muitas coisas relacionadas à sua origem.

Existem muitos tamanhos, formas, cores e materiais; alguns mais simples, outros mais decorados, com diferentes bicos, asas e tampas. As combinações são infinitas, as variedades imensas e existem para todos os gostos. No entanto, os bules Yixing entram em outra categoria, porque representam um ritual especial e uma cultura diferente.

Costumam ser muito pequenos uma vez que para os chineses, o chá representa exclusividade. O chá chinês, que é preparado e servido em recipientes muito pequenos, nos mostra toda sua grandeza no paladar. Através do licor de chá, o anfitrião demonstra seu carinho ao seu convidado.

O que diferencia o bule Yixing em relação aos demais?

A primeira coisa que chama a atenção é seu tamanho, uma vez que, como mencionamos acima, são muito pequenos. Os bules que estamos acostumados a ver no Ocidente, em geral possuem uma capacidade de um litro de água. Mas os bules Yixing possuem entre 60 e 70 mililitros de líquido, embora existam os de maior tamanho.

Além disso, os bules Yixing não são esmaltados mas desenvolvem uma pátina brilhante com o uso. Isso ocorre porque a argila com a qual são fabricados é muito porosa. Com as contínuas infusões, o material absorve os óleos essenciais do chá, o que dá brilho ao bule.

Devido ao fato da argila absorver reiteradamente o sabor do chá, se recomenda utilizar um bule Yixing por cada variedade. Misturar no mesmo bule distintos tipos -como chás pretos e oolongs, por exemplo- poderia afetar o sabor das infusões. Inclusive dizem que a porosidade é tal que depois de muito uso, somente é necessário adicionar-lhe água para conseguir obter um licor de chá.

Para sua fabricação é utilizada argila Yixing ou Zisha, que é produzida na Cidade de Yixing na província de Jiangsu ao leste da China. É conhecida como “argila púrpura” e existem três cores principais: bege, vermelho e púrpura. Essa argila é rica em minerais, e em cada infusão, uma parte deles é liberada ao licor final.

O bule de cor vermelha é conhecido como HongNi e tem uma sub-variedade de paredes mais finas denominado ZhuNi. Esses bules são também mais raros e, consequentemente, mais caros.

Os bules de argila púrpura são chamados de ZiNi e os bege DuanNi.

Também podem ser agrupados em duas grandes categorias de acordo com sua ornamentação: as hua huo são os bules decorados; e os guang huo que são aqueles “sem ornamentos”.

Os bules Yixing tem grande capacidade de conservar o calor, no entanto são recomendados para variedades que precisam de temperaturas mais altas. Os chás brancos e verdes, que necessitam de temperaturas inferiores para serem preparados, esfriariam rapidamente devido a pouca capacidade destes bules. Os yixing são ideais para chá preto, darks teas e oolongs.

Todos os bules são elaborados a mão, sem uso de torno e com a ajuda de finos instrumentos de bambú. Cada cor de argila requer condições diferentes ao ir ao forno, e é por isso que os oleiros devem estar familiarizados com elas. Isso significa conhecer tanto o processo de moldagem como os tempos de secagem da argila.

bule yixing diferencias

Como identificar um bule Yixing de qualidade?

como identificar um bule yixing

Devido ao fato dos bules yixing serem muito apreciados é normal encontrar falsificações no mercado. Embora existam aqueles que são produzidos industrialmente, podemos ajudar com uma série de conselhos para que saiba distingui-los, prestando especial atenção aos detalhes para escolher a melhor opção.

Os bules Yixing feitos manualmente possuem leves marcas em seu interior feitas pelas ferramentas utilizadas. Os bules industrializados não as possuem, uma vez que são fabricados utilizando moldes.

A porosidade do bule Yixing é um grande indicador de sua qualidade. Quando se verte água sobre eles, o material parece “absorver” o líquido, formando padrões diferentes no fluxo da água.

Se for possível provar o bule antes de comprá-lo, fazer esta verificação despejando água é muito importante.

A tampa do bule deve se encaixar perfeitamente, sendo também um sinal de qualidade.

Nas mãos, o bule deve ser sentido de forma equilibrada e o jato de água deve formar uma parábola ao ser vertido. Ao voltar à posição reta, o jato de agua deve cortar-se sem gotejar.

Os tea pets

Os tea pets são figuras feitas com a mesma argila com a qual são fabricados os bules Yixing. Sua tradução literal do inglês é “mascotes de chá”.

Esses curiosos mascotes podem ter muitas formas: podem ser animais -como porcos, cachorros, coelhos e inclusive dragões-. Mas também podem ser objetos -como flores, bules, legumes, etc-.

Essas figuras se juntam à bandeja de cerimônia durante a preparação do chá no estilo Gong Fu. Dão um toque muito pessoal e são muito agradáveis de contemplar.

Existem alguns personagens frequentes entre os tea pets que possuem significados especiais. Por exemplo, dizem que os sapos de três patas -também chamados “sapos dourados” (Jin Chan)- afastam os maus espíritos e atraem a boa sorte.

Outra figura muito popular é o elefante, que representa a gentileza, a paz, a força e a inteligência. Em chinês, os caracteres para “elefante” são os mesmos que os utilizados para “auspicioso”, por isso também representa bom agouro.

Lu Yu e o Pee Pee Boy são outros dois mascotes muito populares. Lu Yu é o santo padroeiro do Chá, o escritor do Cha Ching. O Pee Pee Boy é um mascote que se utilizava para medir a temperatura da água.

Para conseguir isso, o Pee Pee Boy é sumergido em água fría, colocado na bandeja e depois o molham com água quente. Um jato de água é então expulso do mascote como se ele estivesse fazendo xixi. Quanto mais quente estiver a água, mais grosso será o jato.

tipos de bule yixing

Se você quiser saber mais sobre esse tema e muitos outros que compõem a cultura do chá, recomendo nosso treinamento de Sommelier de Chá.

Gostou deste post? Compartilhe

Sobre mim

Victoria Bisogno

Sou Victoria Bisogno, fundadora do El Club del Té e criadora da Técnica de Análise Sensorial de Chá, a primeira metodologia com fundamento científico focado na análise sensorial do chá.

Siga-me!

Posts recentes

Siga-nos no Facebook

Open chat
1
¿Necesitas ayuda?
Hola, Mi nombre es Florencia. ¿En que te puedo ayudar?