A Cultura do Chá: da terra ao espírito

O que você vai encontrar neste artigo

Frequentemente, usamos a palavra “cultura” para nos referimos a distintas coisas e situações, uma vez que o emprego da mesma se estendeu em nossa linguagem, abarcando novos conceitos que não existiam em sua origem.

O termo cultura provém do latim cultus, que por sua vez deriva do verbo colere, que significa “cultivar a terra”. Em sua origem, se usava para designar uma parcela de terra cultivada e, depois, foi modificando seu significado para o da ação do cultivo da terra.

Posteriormente, como o passar dos anos, a palavra cultura foi adquirindo uma conotação metafórica, evoluindo seu conceito desde a prática do cultivo da terra (que é a agricultura) até a prática do cultivo do espírito e das faculdades intelectuais.

Esta última acepção é a que atualmente se mantém e predomina no linguajar cotidiano, e dessa maneira, uma pessoa culta é aquela que possui um grande interesse e entendimento em distintas áreas do conhecimento.

Dizemos então que a cultura é o conjunto de todas as formas e expressões que possui o ser humano, e como tal, inclui costumes, práticas, normas de comportamento, sistema de crenças, etc.

A UNESCO diz que: “… a cultura dá ao homem a capacidade de refletir sobre si mesmo. É ela que faz de nós, seres especificamente humanos, racionais, críticos e eticamente comprometidos…”

A Cultura do Chá

Talvez poucas coisas no mundo possam se aproximar tão bem do conceito de cultura como o chá, uma vez que ambos nascem do cultivo da terra e culminam no cultivo do espírito.

Sua história ancestral, seus mitos e lendas. A diversidade de pessoas e nações que vêm cultivando e consumindo o chá em todo o mundo e por milhares de anos, imprimindo seu encanto. São somente alguns dos elementos que sempre temos de experimentar, conhecer e cultivar sobre o chá.

 O bom chá é fruto da terra, se cultiva com muito conhecimento e amor para que, ao chegar à nós, possa nos fazer conectar a ele, e conhecendo-o cuidadosamente, nos permita apreciá-lo e compartilhá-lo com pessoas e assim, gerar momentos que enriqueçam nossa alma e cultivem nosso espírito.

O El Club del Té existe para promover a cultura do chá, uma vez que o chá é cultura desde mesmo sua origem.

#ACulturaDoChá – Fonte: “Manual do Sommelier do Chá” de Victoria Bisogno e Jane Pettigrew – Del Nuevo Extremo (2014)

Gostou deste post? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Sobre mim

Victoria Bisogno

Sou Victoria Bisogno, fundadora do El Club del Té e criadora da Técnica de Análise Sensorial de Chá, a primeira metodologia com fundamento científico focado na análise sensorial do chá.

Siga-me!

Posts recentes

Siga-nos no Facebook

Open chat
1
¿Necesitas ayuda?
Hola, Mi nombre es Florencia. ¿En que te puedo ayudar?