Fukamushi cha y chagusaba: o que é e como se produz

O que você vai encontrar neste artigo

Você já visitou o Japão? Se ainda não o fez, convidamos você a “viajar em uma xícara de chá” e de quebra ainda se tornar um grande fã do chá verde japonês intensamente fixado ao vapor, o Fukamushi cha.

O que é o Fukamushi cha

O Fukamushi cha é um tipo de chá verde elaborado na cidade de Kakegawa na prefeitura de Shizuoka no Japão.

Fukamushi cha literalmente significa “cha ao vapor profundo”, que em japonês se escreve 深蒸し茶.

É um chá verde que passa por um processo de fixação ao vapor muito mais longo que o normal, o que transforma seu perfil sensorial ao mesmo tempo em que muda a química do chá.

Fukamushi cha: um aliado para a saúde

Dizíamos que o chá Fukamushi passa por um processo de fixação a vapor (processo aplicado para deter a oxidação) muito mais longo que o normal.

Este processo mais prolongado que o habitual faz com que as fibras das folhas do chá se rompam dando como resultado folhas secas partidas e um licor de cor verde intenso e turvo, com grande quantidade de partículas em suspensão, o que é natural, dado sua forma de processamento.

Desta maneira, ao preparar o chá a partir das folhas do Fukamushi cha, podem ser extraídas mais facilmente algumas substâncias saudáveis como o betacaroteno, vitamina E, catequinas e L-Theanina.

Esse chá verde tão particular não somente é delicioso, mas também nos traz importantes benefícios para a saúde. Se ainda não o experimentou, faça o quanto antes!

O Ministério da Agricultura da cidade de Kakegawa vem realizando estudos que confirmam que os habitantes dessa cidade têm um índice menor de mortes por câncer comparado com outras cidades com uma população maior que 100 mil habitantes (no Japão). Uma razão mais que interessante para incorporar esse tipo de chá, caso você se interesse em cuidar de sua saúde.

Também asseguram que “a cidade gasta um percentual 20% menor que a média nacional em medicamentos e serviços médicos”. Relatórios confirmam que os habitantes de Kakegawa têm cerca de 15% a menos de mortes por enfermidades cardíacas comparado à média de toda a prefeitura de Shizuoka e aproximadamente 30% menos de enfermidades cerebrovascular.

Referências: Special Report on Demographic Statistics by the Ministry of Welfare and Report by Cancer Policy Information Center of Japan Health and Global Policy Institute.

O cultivo com chasugaba de Kakegawa

O Japão é conhecido principalmente pela produção de chá verde, ainda que também produza poucas quantidades (em proporção) de chá preto e oolong.

As principais regiões produtoras de chá no Japão são: Aichi, Kyoto (Uji, Wazuka), Mie, Nara, Shizuoka (Kakegawa), Kyushu (Kagoshima, Fukuoka, Nagasaki) entre outras.

Shizuoka é uma das prefeituras de maior produção de chá verde no Japão e tem uma particularidade: o chagusaba.

Chagusaba significa literalmente “pastagens seminaturais”. São pastos que são cultivados para usar como adubo para o cultivo do chá. O “adubo” é uma capa de folhas ou ervas que se coloca sobre o solo nos campos de chá. Esse adubo natural protege o solo e ajuda a manter a umidade da terra, ao mesmo tempo em que evita o crescimento de alguns tipos de ervas-daninhas.

É uma espécie de «fertilizante» natural.

Todos os anos no outono, os agricultores de Kakegawa cortam a erva chagusaba e a secam ao sol em forma de fardo ou pacotes. Uma vez que a erva está seca, ela é cortada em pedaços menores e colocada nos sulcos entre as fileiras de plantas de chá.

Esse processo implica em maior quantidade de trabalho manual ao cultivo tradicional do chá, mas como benefício garante uma maior biodiversidade da região e a produção de um chá de maior qualidade.

O Fukamushi cha cultivado com chagusaba

Outra particularidade do chá Fukamushi (além do seu processo de elaboração particular) é que as folhas com as quais ele é elaborado são cultivadas sob o método tradicional de chagusaba.

Poucos lugares no Japão ainda praticam esse método de cultivo tão tradicional, uma vez que muitas pastagens já foram erradicadas.

Por isso a paisagem de Shizuoka é diferente de todas as demais, o que a torna um lugar muito especial.

Método de cultivo da chagusaba: importância mundial

No ano de 2013 o método de cultivo de chagusaba em Shizuoka foi denominado Sistema de Patrimônio Agrícola de Importância Mundial (GIAHS em inglês – Globally Important Agricultural Heritage System).

GIAHS é um programa estabelecido em 2002 pela FAO (Organização das ONU para a Alimentação e a Agricultura) com o propósito de conservar e apoiar as agriculturas e culturas tradicionais, assim como os ecossistemas que estão em declínio, devido aos efeitos da globalização, a deterioração do meio ambiente e o aumento populacional.

O GIAHS tem o propósito de transmitir às gerações futuras os métodos sustentáveis de agricultura e os elementos culturais ao redor de cada comunidade, incluindo a biodiversidade do ecossistema, costumes e tradições.

Como você pode ver, esse tipo de produção do chá não somente tem como resultado um chá delicioso, mas também é amigável com o meio ambiente e a cultura local.

Se ainda não provou esse chá, não deixe para depois!

Gostou deste post? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Sobre mim

Victoria Bisogno

Sou Victoria Bisogno, fundadora do El Club del Té e criadora da Técnica de Análise Sensorial de Chá, a primeira metodologia com fundamento científico focado na análise sensorial do chá.

Siga-me!

Posts recentes

Siga-nos no Facebook

Open chat
1
¿Necesitas ayuda?
Hola, Mi nombre es Florencia. ¿En que te puedo ayudar?