O chá para reforçar o sistema imunológico quando temos gripe: Que chá tomar?

reforzar el sistema inmunológico

Nosso querido chá, a infusão de Camellia Sinensis, conhecida antigamente na China como “elixir da imortalidade”, além de possuir várias propriedades para a saúde, exerce efeito direto em nosso sistema imunológico, melhorando sua capacidade de resposta, particularmente quando temos gripe. Como? Aqui nós te contamos.

Como o chá ajuda a combater infecções como a gripe? Efeito antibiótico.

Você já se perguntou como o chá ajuda nossas defesas quando estamos com gripe? Nas gerações anteriores aos nossos pais, numa época em que os remédios caseiros eram abundantes, especialmente nos períodos de inverno, surgiu a necessidade de “ter” que tomar um chá para a gripe. Hoje a ciência nos mostra que algumas dessas práticas têm efeito comprovado na saúde humana, especialmente o velho e querido chá para gripe, feito com tanto amor.

Já em 1992, um grupo de pesquisadores japoneses observaram em um estudo in vitro que dois componentes do chá, epigalato de catequina (obtido no chá verde) e digalato de teaflavina (obtido do chá preto), tinham a capacidade de neutralizar a infectividade do vírus influenza (gripe) A e B, atuando com efeito antiviral de forma natural.

A microscopia eletrônica revelou que essas duas substâncias ligam o vírus influenza aos anticorpos, além de interferir na capacidade de aderir às células do hospedeiro que irão infectar. Com isso, o chá nesse contexto torna-se um defensor da saúde, melhorando a capacidade de resistir aos vírus, como o da gripe.

chás para melhorar o sistema imunológico

Para entender um pouco melhor, vamos ver o que é o sistema imunológico

Comecemos com a ideia de que todos, em maior ou menor grau, já ouviram falar desse “senhor” chamado sistema imunológico, nosso defensor.

Assim, podemos dizer que o sistema imunológico é complexo e consiste em múltiplos componentes que permitem ao homem manter sua identidade biológica e defender-se de agressores externos, como vírus, bactérias, fungos e toxinas.

Toxinas são substâncias químicas produzidas por microrganismos.

O sistema imunológico consiste em duas partes bem definidas, uma parte é inata, sendo a parte com a qual nascemos, de resposta rápida e as células que a formam são chamadas fagócitos (elas fagocitam o invasor) e a outra parte é chamada adaptativa, que é o que vamos desenvolvendo quando o corpo é exposto a micróbios ou produtos químicos que eles liberam.

A parte adaptativa do sistema imunológico envolve fundamentalmente a formação de anticorpos, que são aqueles que nos dão “imunidade” . Este processo pode levar vários dias. As vacinas trabalham neste último sistema.

Esses dois sistemas imunológicos trabalham juntos. Também podemos acrescentar que o sistema imunológico tem uma parte que olha para fora, parte que nos defende de agentes exógenos e outra que olha para dentro, o que nos dá identidade biológica, como afirmado anteriormente, uma vez que é responsável por eliminar todas as células defeituosas que possam aparecer no processo de multiplicação celular (por exemplo, células tumorais) ou de órgãos transplantados.

O sistema imunológico é o nosso grande defensor.

Para aprender mais sobre chá e saúde:

Você sabia que aqui em El Club del Té realizamos o Curso de Chá e Saúde, onde passamos por todos os benefícios que o chá traz para o nosso corpo, com evidências científicas e comprovadas. Você pode participar on-line sem sair de casa. Não o perca!

melhore o sistema imunológico com chá

Que chás ajudam a fortalecer o sistema imunológico?

As evidências atuais apoiam o conceito de que a intervenção com L-teanina (aminoácido presente nos chás branco, oolong, preto e em grande parte nos chás verdes japoneses cultivados à sombra, como Matcha, Gyokuro e Kabusecha), deriva em uma sensibilização de células do sistema imunológico inato, chamadas linfócitos gama delta T. Essa sensibilização ou ativação é benéfica, pois está associada ao aumento na magnitude ou amplificação da resposta precoce a microrganismos e células tumorais. O que significa que, nossas defesas contra esses micróbios e células cancerígenas aumentam quando bebemos esse tipo de chá.

Como o chá fortalece o sistema imunológico? Mecanismo.

Essa variedade de linfócitos, o gama delta T, age rapidamente como formidável primeira linha de defesa contra microrganismos. Uma vez que o chá é ingerido, seu componente L-teanina é metabolizado no corpo, transformando-se em substâncias chamadas etilamina e alquilamina, que são as que atuam nos linfócitos denominados. Uma vez sensibilizados, aumentam a produção de importantes mediadores químicos, como interferon gama e fator de necrose tumoral, que atuam nas células do sistema imunológico adaptativo, ampliando a resposta.

De forma resumida, a L-teanina presente no chá transformada no corpo sensibiliza os linfócitos T gama delta, que produzem interferon gama e fator de necrose tumoral, preparando o sistema adaptativo para responder, permitindo que, quando um microrganismo entre no corpo humano, a resposta do sistema imunológico seja mito mais rápida.

O consumo, por voluntários saudáveis, de 5 a 6 xícaras de chá por dia fornece aproximadamente 190mg de L-teanina, o que produz um aumento na capacidade de formação de interferon gama em 15 aproximadamente.

dicas para estimular o sistema imunológico com chá

Que chá é bom para aliviar a tosse?

Qualquer chá quente ajuda a aliviar os sintomas de tosse e dor de garganta por um efeito físico direto. Entretanto, o ideal é escolher chás com baixa adstringência, embora não sejam os que contêm mais L-teanina (como um chá branco, verde ou preto da China que geralmente tem menos adstringência que chás de outras origens). Visto que a adstringência, que é a sensação de boca seca, pode piorar a garganta com coceira quando tossimos.

Melhor ainda, podemos adicionar mel que atua como lubrificante, além de fornecer algumas vitaminas e minerais (em doses baixas). O mel é recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para aliviar a tosse (e é outro remédio natural das avós que sabemos que funciona).

Estudos sobre o chá, sistema imunológico e a gripe

Em alguns ensaios clínicos, embora pequeno, demostrou que o consumo de chá ou suplementos que contêm seus princípios bioativos (L-teanina ou galato de epigalato catequina) afetam a atividade dos linfócitos T gama delta e provocam ainda a redução dos sintomas de resfriado e gripe.

Há muitas evidências científicas que mostram os benefícios do chá para a saúde humana. Em nosso curso de Chá e Saúde, te contamos muito mais sobre isso.

Mais uma vez prestamos homenagem à sabedoria ancestral de nossas avós, que com tanto amor nos trouxeram um chá para gripe ou tosse, que, como por arte de magia nos tiraram o desconforto e nos ajudaram a ter uma rápida recuperação.

Dr. Rafael Danielo

Chá na gravidez: Pode ser tomado?

embarazada y el té

Pode-se beber chá na gravidez? É uma das perguntas que me fazem com frequência. Esse período traz inúmeras dúvidas, e o chá, uma das bebidas mais consumidas no mundo, não é estranho a isso. Convido você a descobri-lo nesta nota.

dicas de chá na gravidez

Você pode beber chá na gravidez?

O chá na gravidez é uma das perguntas que desperta curiosidade. Se você gostava de chá antes de engravidar, é muito provável que, agora, tenha considerado até que ponto é uma boa opção e, se não, quais opções podem se tornar bons substitutos. Nesta nota, procuramos responder a algumas dessas perguntas.

A primeira coisa que precisamos saber é que a cafeína é um produto seguro para consumo humano.

A (FDA) Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos lista a cafeína como um alimento seguro e garante que, quando consumido em quantidades moderadas, não é prejudicial ao organismo. Consumo moderado refere-se a uma ingestão de até 400 mg por dia.

Com relação à gravidez, vamos começar com a questão mais importante para esclarecer o quadro: a cafeína pode permanecer no corpo das mulheres grávidas por mais tempo do que o normal, portanto, as mulheres grávidas devem ter maior controle sobre a quantidade de cafeína consumida por dia.

Sabe-se que a cafeína é capaz de atravessar a placenta e alcançar o bebê em desenvolvimento.

Nesse sentido, a Organização Mundial da Saúde recomenda moderar o consumo de cafeína durante a gravidez, pois sua ingestão excessiva está relacionada ao aumento da chance de abortos e ao nascimento de bebês com menos peso.

Segundo várias investigações, o consumo diário de mais de 200 mg de cafeína/teína durante a gravidez está diretamente relacionado à redução do peso ao nascer.

Então, as mulheres grávidas podem consumir chá (a infusão de Camellia sinensis) desde que seja um consumo moderado (máximo de 200 mg de cafeína por dia).

Se estivermos falando de um consumo moderado e o médico aprovou, as infusões diárias não precisam ser um problema durante a gravidez.

A chave é controlar a quantidade de chá consumida por dia e aprender a escolher o chá certo para beber: basicamente, quanto menos cafeína consumida, melhor será para o bebê durante a gravidez e a amamentação.

Se você quiser aprender mais sobre assuntos de saúde como este, te convido a participar do nosso curso sobre chá e saúde, ministrado em conjunto com o Dr. Rafael Danielo.

grávida bebendo chá

Quais chás são recomendados durante a gravidez?

Como eu disse acima, os médicos recomendam consumir chás que contêm uma quantidade menor de cafeína (ou chás com mais cafeína, mas em quantidades menores) durante a gravidez.

Os chás que contêm menos cafeína são: chá verde hojicha, bancha, oolong assado, o restante de oolong em geral, seguido por chás brancos de folhas (como Shao Mee e Gong Mei).

Os chás pretos e dark teas tendem a ter mais cafeína, mas a quantidade por xícara depende de fatores climáticos, fatores genéticos da planta, processos de produção que atravessam as folhas e a maneira como o chá é preparado.

Quanto chá pode beber durante a gravidez?

Sabemos que as folhas da planta do chá têm entre 1,4% e 4% de cafeína do peso da folha seca, mas a quantidade que bebemos na infusão é sempre menor, pois parte da cafeína permanece na folha ao preparar a infusão, isso varia de acordo com o tipo de chá e sua forma de preparação.

De acordo com o parecer científico da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), o chá preto contém cerca de 22mg/100ml, enquanto o verde cai para 15mg/100ml, uma xícara clássica de chá (tipo inglesa) normalmente contém 150ml, pode conter entre 22 e 33ml de cafeína.

Se você beber uma caneca grande (200ml), a quantidade de cafeína ingerida de acordo com o tipo de chá varia entre 30 e 44ml por xícara.

Portanto, o chá durante a gravidez, bebendo de 3 a 4 xícaras de chá por dia, é seguro e garante seu momento de prazer.

Quanta cafeína tem o chá em comparação ao café?

Diferentes estudos laboratoriais e hospitalares oferecem resultados variáveis. Geralmente, acredita-se que uma xícara de café pode ser igual a 5 xícaras de chá.

Café filtrado…………. 130mg de cafeína (por copo de 200ml)

Chá ………… 30-44mg de cafeína (por copo de 200ml)

Efeitos do chá de camomila durante a gravidez

As infusões de camomila estão entre as mais escolhidas durante a gravidez, graças aos seus inúmeros benefícios: foi comprovado que ajuda a reduzir inflamações das articulações, aliviar náuseas, ajuda na digestão e facilita o sono. É também uma fonte de cálcio e magnésio. Claro, desde que você beba com moderação – um copo por dia ou dois – no máximo – e com a aprovação de um médico.

O chá verde Matcha na gravidez

O chá verde Matcha contém grandes quantidades de cafeína (lembre-se que o matcha é composto de folhas de chá verde moídas, que ingerimos completamente quando o bebemos).

É por isso que o matcha acaba sendo um pouco estimulante: no final da gravidez, quando aparecem dificuldades para dormir, pode ser um problema. É por isso que você deve limitar o consumo deste chá na gravidez em no máximo de uma xícara por dia (no total, entre todo o chá consumido).

Que tipos de chá ou infusão não são recomendados durante a gravidez?

Como dissemos, os chás particularmente ricos em cafeína devem ser limitados durante a gravidez ou substituídos por chás descafeinados. Além do chá matcha, preto e puerh, você também deve evitar ou moderar o consumo de Chai: uma famosa mistura de chá preto com especiarias à base de chá que contém um alto nível de teína, para que você não beba mais de um ou duas xícaras por semana.

Chá na gravidez

Que tipos de chá ou infusão posso tomar durante a gravidez?

Além dos que comentamos anteriormente é importante lembrar que infusões e chás são sempre grandes aliados quando se trata de hidratar o corpo com mais do que apenas água pura. Nesse sentido, há uma longa lista de “chás seguros” para esse período que fornecem nutrientes importantes para a mãe e o bebê. Estes são alguns:

  • Infusão de gengibre: é um ótimo aliado para aliviar a clássica náusea. Além disso, ajuda no processo de digestão e problemas estomacais. Você pode tomar uma ou duas xícaras por dia.
  • Infusão de hortelã-pimenta: Outra boa infusão para aliviar náuseas e vômitos comuns nos primeiros meses de gravidez. É ideal para relaxar os músculos do estômago e ajudar a acalmar as dores de estômago.
  • Infusão de folhas de dente de leão: é rica em potássio e tem um efeito diurético leve, portanto, seu consumo é recomendado no final da gravidez, quando a retenção de líquidos é um problema.
  • Rooibos: é uma das infusões mais recomendadas na gravidez, pois não contém teína/cafeína, contém cálcio, magnésio e muitos antioxidantes. Também tem efeitos positivos na digestão e pode aliviar cólica e refluxo. O melhor, é delicioso consumir quente e frio.

O chá com canela na gravidez

Esta especiaria originária da Índia é popular por sua capacidade de cura para aliviar dor, regular o nível de açúcar e colesterol, bem como seus efeitos anti-inflamatórios e antibacterianos.

No entanto, uma vez que contém glicirrizina, a canela pode causar fissuras na placenta durante a gravidez. Além disso, possui cumarina, que poderia acelerar o trabalho se consumido em excesso.

Por outro lado, consumir muita canela durante o período de alimentação do bebê pode provocar hipersensibilidade alérgica.

Consumo de chá durante a lactação (amamentação)

A cafeína também passa para o leite materno, portanto, isso deve ser considerado. Se você bebe muito chá durante o período de lactação, é provável que seu filho fique inquieto, irritado e sem sono.

É por isso é importante não apenas a quantidade consumida, mas também o horário em que é consumido. O tempo para a cafeína ser metabolizada no corpo é de aproximadamente 4 a 6 horas, este tempo, como vimos antes é maior em mulheres grávidas.

Não foi demonstrado que a cafeína causa defeitos congênitos, malformações e é considerada segura na gravidez, em quantidades razoáveis. Porém no caso de mulheres com dificuldade para engravidar, é recomendável não consumir cafeína.

Conclusões sobre o chá na gravidez

Desde que seja consumido de forma moderada (até 3/4 de xícara por dia), o chá pode ser consumido por mulheres grávidas sem problemas (desde que você não tenha nenhuma condição médica especial).

Este e muitos outros temas relacionados a saúde, podemos aprofundar em nosso Curso de Chá e Saúde. São realizados de forma ONLINE. Temos datas disponíveis!

Embora eu tenha deixado claro quais são os benefícios do chá nesse período e quais infusões você deve evitar, é importante lembrar mais uma vez da importância de consumir com muita moderação e sempre com o consentimento do médico.

Hoje você pode melhorar a vida de uma pessoa

mejorar la vida - amigas

Melhorar a vida das pessoas

Quem não quer melhorar a vida dos demais? Todos queremos, de uma forma ou outra, poder ajudar a nossa família e amigos.

Principalmente nas situações mais difíceis, é importante estar ali para ajudar os nossos entes queridos.

A pandemia do coronavírus nos trouxe a oportunidade de tirar do nosso interior o melhor que temos para amparar, apoiar, acompanhar ou liderar aqueles que necessitam com um desafio extra: fazer tudo isso à distância.

O chá nos oferece a possibilidade de compartilhar uma xícara de bem-estar. Oferecendo chá, melhoramos a vida das pessoas porque oferecemos saúde, companhia, bem-estar, reunião, amizade, relaxamento, amor…

melhorar a vida de uma pessoa - xícaras

Melhorar a vida compartilhando uma xícara de chá

Por isso hoje quero compartilhar com vocês o “copo 4” de meu livro Vitamina Chá: Compartilhar um momento de chá.

Compartilhar um momento de chá significa dedicar meu tempo a outra pessoa.

Presentear um momento de chá é sentar-me com minha família para compartilhar um bule, enquanto temos uma linda conversa, é escutar minhas amigas, tomá-las pela mão e ampará-las ao mesmo tempo que lhes dou uma xícara de chá, é cancelar um compromisso para compartilhar um momento com meu marido e desfrutar uma xícara de chá olhando-o nos olhos.

Essas situações cotidianas ajudam a melhorar a vida das pessoas de uma forma maravilhosa.

Se anima a experimentar? Se vive com alguém, pode convidá-lo para beber um chá especial. No momento em que o faça, não pense em você, mas sim em seu convidado.

Se é seu companheiro, seu filho, seu vizinho, lembre-se de suas preferências e prepare um chá que seja de seu gosto.

Se vive sozinho, convide alguém para que lhe acompanhe (se está em quarentena assim como eu, pode fazer isso por zoom ou whatsapp). Aproveite de 15 minutos de sua companhia e conte a ele/ela em que pensou para escolher esse chá especial.

Também pode ser lindo surpreender alguém de seu trabalho. Se trabalha em uma empresa, certamente existe algum colega de trabalho que ainda não conhece direito ou com quem simplesmente nunca teve a oportunidade de conversar de maneira informal.

Prepare uma xícara de chá e leve a uma pessoa com a qual acredita que tenha diferenças. Cumprimente-a com um sorriso, conte-lhe como é delicioso esse chá e porque pensa que ela pode gostar, ofereça-lhe essa xícara e verá que o chá cria pontes invisíveis. Não existe nada mais bonito que despertar o sorriso no outro.

melhorar a vida de uma pessoa - casal bebendo chá

Certas emoções positivas melhoram a vida das pessoas.

Recordemos que está comprovado pelas neurociências que sentir-se acompanhado e amparado por outra pessoa aumenta nossa expectativa de vida.

Este tipo de emoções positivas ativa o Sistema Nervoso Parassimpático para cuida e reparar os tecidos do corpo e favorece a reparação e o crescimento das células conseguindo, desta forma, aumentar a expectativa de vida das pessoas e melhorar sua qualidade de vida.

Assim que, querido tea lover, hoje convido você a compartilhar um momento de chá e assim, melhorar a vida dos demais, melhorando também a sua.

E se quiser preparar e servir o chá como um profissional, pode tornar-se um Sommelier de Chá somando-se ao próximo curso em espanhol ou em português.

Não perca a oportunidade de transformar-se em um expert em chá para poder compartilhar de forma profissional toda essa paixão que possui em seu interior!!!

Mais informações>>